Skip to main content

No mundo digital a praticidade é um dos sinônimos, mas junto a ela, existe a preocupação com o vazamento de informações confidenciais. É crescente os riscos de ataques cibercriminosos e ameaças virtuais que podem ocasionar a perda ou vazamento dos dados das organizações. Com isso, as empresas estão cada vez mais buscando por ferramentas e soluções de segurança, mas é preciso atenção para entender quais são as soluções adequadas para o negócio e objetivo da sua empresa.

Um dos meios de entender isso e fortalecer a segurança da sua organização é por meio de um plano de segurança da informação. Esse plano é um manual que reúne todas as normas e diretrizes que buscam proteger e regular o uso de informações confidenciais da empresa. O objetivo é garantir que todos os dados permaneçam confidenciais e visualizados apenas por pessoas autorizadas.

No artigo de hoje vamos entender o que é o plano de segurança da informação, qual é a sua importância, os benefícios que ele traz para a organização e como implementá-la na empresa. Continue a leitura!

O que é o plano de segurança da informação?

O Plano de Segurança da Informação é um documento formado por diretrizes, boas práticas e técnicas relacionadas ao seguro de dados e informações. É um manual que controla o uso, a coleta e o armazenamento das informações confidenciais da empresa, trazendo medidas de segurança para garantir a segurança da informação na organização e envolvendo ações práticas a curto prazo.

Um plano de segurança da informação estuda o cenário atual da empresa, avaliando potenciais riscos para assim, definir as ações e estratégias necessárias para preservar a confiabilidade, integridade e disponibilidade dos dados e informações importantes. Adotar esse manual é fundamental para que os profissionais adotem comportamento seguro e consistente com os objetivos da empresa em relação à segurança da informação. 

Tudo que é compartilhado dentro da empresa precisa ter a garantia de que é seguro. E o plano de segurança da informação orienta, educa e padroniza os procedimentos para que os colaboradores tenham cuidado com os dados compartilhados. Muitas empresas já adotaram essa prática, mas com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) isso deve crescer, já que a lei recomenda que cada organização elabore e siga seu próprio plano de segurança da informação em busca da proteção de dados.

Por que planejar a segurança da informação?

Já vimos aqui no blog como as tentativas de invasão vem crescendo cada vez mais somado a isso, com a transformação digital, os sistemas estão mais vulneráveis. Por isso, ter um plano de segurança da informação definido é essencial. Os colaboradores no controle das atividades devem ter conhecimento dos riscos e saber como se prevenir deles, diminuindo a vulnerabilidade da empresa. 

O plano de segurança da informação permite que tudo fique registrado, como um histórico de incidentes para alertar a equipe e com isso, é possível evitar que os erros se repitam. Além de avaliar e controlar os riscos potenciais, ela tem como objetivo elevar o grau de consciência quanto à segurança da informação, minimizando os riscos e maximizando os pontos fortes da empresa. O plano também permite que tenhamos uma visão objetiva de quais ações devem ser feitas, quem são os responsáveis e quais os recursos devem ser empregados na iniciativa visando atingir o objetivo da empresa. Navegar sem uma bússola é uma tarefa bem mais onerosa.

E como já citamos, tem a LGPD, que regula todas as atividades relacionadas ao tratamento de dados pessoais. A lei decreta que todas as empresas, independente do porte, devem investir em compliance e cibersegurança com o objetivo de detectar, prevenir e evitar violações. A melhor forma de fazer isso é através do plano de segurança da informação.

Qual os benefícios de planejar a segurança da informação?

O plano de segurança da informação recomenda um conjunto de ações para assegurar a proteção dos dados. Planejar a segurança da informação da sua empresa traz diversos benefícios para os seus processos de trabalho. Separamos alguns principais benefícios de adotar o plano de segurança da informação:

  • Promove o alinhamento dos objetivos de segurança da informação com as instruções do Planejamento Estratégico da Organização;
  • Melhora na reserva dos recursos para o tratamento de riscos;
  • Permite o conhecimento dos riscos a segurança da informação que podem afetar os ambientes e os processos de trabalho da organização;
  • Previne incidentes de segurança da informação que possam danificar os processos da empresa e sua imagem; 
  • Permite identificar, avaliar e tratar os riscos aos quais a informação possa estar exposta;
  • Protege a informação, de forma a preservar os três princípios da segurança corporativa: a disponibilidade, a integridade e a confidencialidade;
  • Promove o aprimoramento dos controles, reduzindo os riscos identificados, mediante o estabelecimento de nível de segurança adequado aos processos de negócio envolvidos;
  • Preserva a disponibilidade dos serviços de  TI usados pela organização; 
  • Melhora na conscientização dos colaboradores quanto à sua responsabilidade, à conduta adequada e ao comportamento desejável em relação à preservação da segurança da informação;
  • Atende às legislações, às normas e as cláusulas contratuais; 
  • Cria regulamentos e procedimentos com o objetivo de orientar os usuários quanto às melhores práticas de uso e proteção da informação; 
  • Permite a adoção dos controles e processos necessários para a Certificações; 
  • Atende aos requisitos de governança corporativa relacionados à segurança da informação e à gerenciamento de riscos organizações;
  • Fortaleça a imagem da instituição para seus clientes, colaboradores, prestadores de serviço, parceiros e demais instituições com as quais interage.

Como fazer um plano de segurança da informação?

Vimos o que significa um plano de segurança da informação, sua importância e seus benefícios. Mas como fazer esse planejamento? Confira os passos que separamos para te ajudar a aplicar essa estratégia na sua empresa:

  • Análise prévia 

O primeiro passo deve ser identificar qual o nível de segurança da informação que existe na sua empresa no momento. Você irá realizar um levantamento e avaliação de todas as informações que devem ser protegidas e ter conhecimento da atual estrutura de TI da sua instituição. A partir disso, você irá analisar os principais riscos e vulnerabilidades e entender o que precisa ser feito para minimizar as possíveis ameaças. É recomendado também uma análise de todos os dispositivos utilizados e identificação de todos os funcionários que tenham acesso às informações. Nesta etapa temos como objetivo identificar quais pontos estão de acordo com as diretrizes de cibersegurança de empresa e/ou legislações e quais não estão. Assim teremos um plano de ação para tratar as que não estão.

  • Documentação

O segundo passo é a documentação desse plano de segurança da informação, ou seja, criar o arquivo que ficará registrado como gestão do conhecimento para a empresa. Esse documento deve seguir as normas ABNT e detalhar quais ações serão tomadas, quem é o responsável, quais recursos serão necessários e a frequência dessas ações. Então um plano de segurança da informação deve conter objetivos, princípios, requisitos e normas. Além disso, é importante que diversos setores participem da elaboração do documento, para que o plano atenda as necessidades das diversas áreas.

  • Alinhamento dos processos

Implementar o plano de segurança da informação é uma tarefa que deve estar alinhada com as equipes e colaboradores da organização. Para isso, você pode realizar reuniões frequentes para tirar dúvidas, esclarecer as informações e garantir que o planejamento seja cumprido. Essas reuniões também podem possibilitar a identificação de pontos de melhoria no plano de segurança da informação.

  • Treinamento 

Para garantir o bom funcionamento do plano de segurança da informação é importante proporcionar o treinamento dos colaboradores. Todos dentro da empresa precisam estar alinhados e comprometidos com o objetivo de preservar a segurança da informação da empresa Os colaboradores devem entender a importância de cumprir as regras e realizar as atividades descritas, assim como o impacto que seu trabalho tem nisso. Esse é um passo muito importante para o bom uso e proteção de dados da organização.

  • Execução e revisão

Após todos esses passos, está na hora de colocar o plano de segurança da informação em prática. Durante esse processo é importante acompanhar os feedbacks das equipes e dos colaboradores para entender o que pode ser melhorado e o que está funcionando. Além disso, você deve definir um período para revisar os processos e os resultados que o plano proporcionou na empresa. Os processos devem contribuir para alcançar as metas e objetivos de negócio da empresa, então o planejamento deve estar sempre atualizado. 

Com os passos que listamos, você pode implementar o plano de segurança da informação na sua empresa, você só precisa segui-los e adequá-los de acordo com a estrutura da sua instituição. Esse planejamento é essencial para a proteção dos dados da organização e também contribui para que seu negócio esteja adequado com a LGPD. Você também pode contar com o apoio de uma empresa especializada para desenvolver esse processo. Fale com um de nossos consultores!

Leave a Reply