Skip to main content

Sabemos que desde agosto de 2021, as empresas devem estar de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), podendo sofrer sanções caso as regras previstas na lei não sejam cumpridas. A LGPD é uma lei que visa a segurança de dados e que estabelece a responsabilidade das empresas em manter em sigilo as informações pessoais que possuem. 

É dever da empresa evitar a perda, roubo, violação ou sequestro de dados de terceiros. Com isso, muitas empresas precisaram adaptar-se à lei, cuidado da coleta e do tratamento de dados pessoais e sensíveis de forma adequada. Nesse contexto, a tecnologia se tornou uma grande aliada, pois ajudou a modernizar processos e acelerar a adequação à lei. No artigo de hoje, vamos falar sobre o processo de adequação à LGPD e mostrar quais tecnologias podem te ajudar.

5 Tecnologias que suportam a LGPD

Sem dúvida, adaptar a sua empresa às normas da Lei Geral de Proteção de Dados não é um processo simples. Apesar de ser fundamental para a segurança de seus dados, esse processo exige muitas etapas e ações por parte das empresas. Seguindo às normas da Lei, o vazamento acidental de dados e informações pessoais retidos pela sua organização tende a reduzir. Porém, a maioria das empresas ainda não estão totalmente adequadas à LGPD, correndo riscos de penalização. De acordo com uma pesquisa da BluePex feita em julho de 2021, com cerca de mil PMEs,  apenas 4% alegam estar totalmente adequadas à LGPD. 

Para passar por esse processo de adequação à LGPD, você pode e deve contar com a tecnologia. Até porque, hoje em dia, com dados sendo acessados não só na empresa, mas também de casa, hotel, ou qualquer lugar do mundo, protegê-los se tornou ainda mais difícil. Para isso, existem tecnologias que irão te ajudar na segurança da informação, agilizar o processo de adequação a essa nova lei e fazer com que sua empresa alcance melhores resultados. Confira algumas delas:

 

  • Armazenamento em nuvem:

O armazenamento em nuvem representa uma aceleração na transformação digital e ainda oferece flexibilidade na adequação à LGPD. Ter o controle e a organização de dados e informações importantes é um passo fundamental para estar em conformidade com a lei e a nuvem é a solução ideal para isso.  O armazenamento em nuvem permite um desenvolvimento rápido, centraliza as informações armazenadas, gerencia um maior número de dados e diminui a carga administrativa. É uma tecnologia necessária não só para ajudar sua empresa na adequação à LGPD, mas também para mantê-la atualizada.

  • DLP (Data Loss Prevention):

O Data Loss Prevention, significa a prevenção de perda de dados. É uma metodologia que inclui vários processos para garantir a confidencialidade dos dados da sua empresa, cuidando da prevenção contra o vazamento de informação. Através de softwares, essa tecnologia classifica os usuários de acordo com as políticas da empresa e com a LGPD, dessa forma, os dados confidenciais ficam disponíveis apenas para usuários autorizados e não são compartilhados com usuários não autorizados. A DLP é utilizada na descoberta de dados em repouso, no monitoramento dos dados em trânsito e no bloqueio de dados em busca de evitar acessos indevidos, o que permite total conformidade com a LGPD.

  • Criptografia:

A criptografia é uma das ferramentas mais tradicionais de proteção, consiste na aplicação de fórmulas matemáticas complexas no conteúdo das informações. Sendo assim, é preciso ter uma chave capaz de resolver essas equações matemáticas para conseguir acesso ao conteúdo. A criptografia é capaz de garantir a segurança de dados sensíveis que estão em trânsito na internet, evitando que hackers tenham acesso à essa informação. Essa tecnologia ajuda sua empresa a cumprir a LGPD pois além de tornar o conteúdo difícil de entender para as pessoas que não estão autorizadas, também garante o controle de acessos às informações confidenciais. Além disso, a Autoridade Nacional de Proteção de Dados Pessoais (ANPD) analisa se foram adotadas técnicas adequadas para tornar ininteligíveis (que não se pode entender) os dados afetados por incidentes de segurança.

  • Machine learning:

Machine Learning significa “aprendizado de máquina”. É uma das principais evoluções da tecnologia e se refere a criação de algoritmos de softwares capazes de aprender com a própria experiência. Sendo assim, são tecnologias que podem aprender com os próprios erros através da identificação padrões de comportamento, análises preditivas, detecção de anomalias etc. O Machine Learning conta com um processo mais complexo e completo para encontrar ameaças e reconhecer eventos suspeitos em uma infraestrutura de TI. Com essa técnica, sua empresa é capaz de evitar fraudes bancárias, defeitos estruturais e qualquer outra causa de perda de informação.

  • Endpoint Security:

Com o home office, as empresas possuem cada vez mais dispositivos conectados à rede e se torna necessário adotar uma nova abordagem de segurança, como EndPoint Security. O EndPoint Security é uma tecnologia que busca proteger os pontos de entrada de uma rede empresarial contra possíveis ataques. Ele ajuda sua empresa a evitar vazamento de dados e informações confidenciais, bloqueando ações indesejadas, além de oferecer uma gestão centralizada ajudando a cumprir a LGPD.

Como vimos, manter sua empresa adequada à Lei Geral de Proteção de Dados pode ser um desafio muito grande para diversas empresas. Por isso, é imprescindível que você conte com tecnologias que possam te ajudar nesse processo de segurança e controle de dados. Além disso, a Contacta pode te auxiliar a conduzir melhor  esse processo de conformidade à lei, fale com um de nossos especialistas!

Leave a Reply