Skip to main content

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) levou a segurança da informação para outro nível e as empresas precisam descobrir como proteger os dados pessoais com os quais ela lida. Em resumo, o objetivo da lei é assegurar o direito à privacidade e à proteção de dados pessoais dos usuários e com isso, determina que as organizações adotem medidas de segurança, técnicas e administrativas, adequadas a proteger os dados pessoais. 

Ou seja, para se adequar à Lei Geral de Proteção de Dados é preciso seguir uma série de medidas, que variam de acordo com as especificidades de cada organização. No artigo de hoje, vamos te ajudar a entender o que é LGPD, os riscos que existem em relação à dados e como proteger seus dados corporativos para se adequar às medidas de proteção que a lei exige. Continue a leitura!

O que é a LGPD?

Antes da LGPD, dados que deveriam ser confidenciais eram comercializados ou usados para outros fins sem a autorização do usuário. Com isso, percebe-se a necessidade de regulamentação de dados pessoais. A Lei Geral de Proteção de Dados estabelece princípios, direitos e deveres para o tratamento de dados de pessoas físicas ou jurídicas, seja no meio físico ou digital. 

Com a LGPD, a segurança da informação passou a ser um requisito necessário para as empresas, que devem proteger os direitos de liberdade e privacidade dos indivíduos, cumprindo as regras sobre a coleta, o armazenamento e o compartilhamento de dados pessoais. A Lei ainda estabelece que os sistemas utilizados para o tratamento de dados pessoais devem ser estruturados para atender aos requisitos de segurança, aos padrões de boas práticas e de governança e aos princípios gerais previstos na Lei.

Na prática, para estar em conformidade com a LGPD, as organizações devem encontrar soluções que visem garantir a segurança dos dados pessoais. Sendo assim, as empresas que não saibam lidar com cibersegurança ou não possuam soluções de segurança que visam proteger e evitar o vazamento de dados terão problemas relacionados ao descumprimento da Lei e poderão receber multas com valores bem altos.

Quais são os riscos em relação à dados?

Hoje em dia, com o avanço da tecnologia e a transformação digital, os ataques de cibercriminosos estão se aperfeiçoando e as empresas precisam lidar com os diversos riscos que podem afetar a sua segurança da informação. Existem alguns riscos principais para a sua empresa, que envolvem a LGDP e você precisa estar atento:

  • Acesso indevido a dados pessoais:

Esse é um dos maiores riscos para as empresas atualmente. O acesso indevido a dados não autorizados pode gerar vazamento ou alteração de informações, pode ocorrer devido a uma ameaça externa, ou até mesmo interna. A LGPD trata bem esse ponto quando determina que apenas pessoas autorizadas devem ter acesso aos dados pessoais de terceiros. Por isso, adotar soluções de cibersegurança é essencial.

  • Perda de dados pessoais:

Além de ataque de hackers, é muito comum ocorrer perdas de dados quando há mudanças ou atualizações no sistema e na infraestrutura da organização. A LGPD define que em situações como essa, a empresa deve comunicar a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), caso haja riscos para os titulares dos dados. E para evitar esse problema, é importante contar com o backup de arquivos.

  • Vazamento de dados:

Essa é uma das maiores preocupações atualmente, pois costuma afetar também a reputação da marca. O vazamento de dados é um dos riscos mais comuns e podem ocorrer de diversas formas, seja um golpe criminoso ou até mesmo falha humana. É preciso ter cuidado com a exposição inadequada de informações confidenciais e também com as pessoas que possuem acesso a elas. 

  • Armazenamento incorreto:

Esse é um problema bem recorrente, pois a maioria das empresas não possuem uma política clara e não instrui seus colaboradores sobre como armazenar os dados. Armazenar dados incorretamente deixa as credenciais e os dados pessoais mais vulneráveis a roubo e representa um grande risco em relação às determinações da LGPD. As empresas precisam utilizar soluções de armazenamento adequadas e que se encaixem no seu modelo de negócio.

Como proteger seus dados e se adequar a LGPD?

Adequa-se à Lei Geral de Proteção de Dados pode parecer complicado, mas existem algumas boas práticas de proteção de dados e privacidade que você pode seguir para facilitar esse processo. Pensando nisso, separamos algumas orientações que você pode seguir para proteger seus dados corporativos e se adequar a LDGP, confira:

  • Invista em Segurança da Informação

Investir em segurança da informação, além de ser uma boa prática, é um requisito de conformidade da LGPD. A Lei determina que devem ser adotados medidas para proteger os dados pessoais de acessos não autorizados e de situações acidentais ou ilícitas que violem as informações confidenciais. Sua organização deve contar com soluções que de fato protejam os dados pessoais e corporativos e evitem os riscos eminentes. 

  • Elabore um Plano de Segurança da Informação:

Um dos meios de fortalecer a segurança da sua organização é através de um plano de segurança da informação. Ele reúne todas as normas e diretrizes que buscam proteger e regular o uso de informações confidenciais da empresa. O objetivo é garantir que todos os dados permaneçam confidenciais e visualizados apenas por pessoas autorizadas. Além disso, esse planejamento contribui para que seu negócio esteja adequado com a LGPD.

  • Atenda os direitos dos titulares de dados:

A LGPD estabelece também os direitos que os titulares dos dados possuem e eles podem cobrar esses direitos diretamente com o controlador. Com isso, é importante que as organizações tenham um canal de comunicação para esse processo e padronizem suas respostas de acordo com o tipo de solicitação. Esse processo também deve se preocupar com a confirmação da identidade do titular, para evitar incidentes. 

  • Treine e conscientize os colaboradores

É indispensável para a organização oferecer treinamentos aos colaboradores sobre a proteção de dados pessoais. Dessa forma, todos estarão conscientes sobre a imposições da LGPD e o papel que cada um possui nesse processo, podendo ajudar na proteção das informações da empresa. Isso reduz os riscos de incidentes de segurança e garante que a organização esteja em conformidade com a Lei.

  • Crie um protocolo de resposta a incidentes

É necessário que sua empresa esteja preparada para lidar com os incidentes de segurança que envolvem dados pessoais. Para isso, a criação de um protocolo de resposta a incidentes é imprescindível, pois assim, você é capaz de responder rapidamente, sabendo os passos que deve seguir e como agir em cada situação. Vale ressaltar que essas respostas devem ser baseadas nas determinações da LGPD.

O processo de proteção de dados e de adequação à LGPD exige cuidado e atenção, nós da Contacta, neste artigo falamos apenas dos pontos relacionados à cibersegurança, porém o tema envolve todas as áreas da empresa. Para garantir que ele seja executado corretamente, você pode contar com a consultoria especializada da Contacta. Nossa equipe te auxilia na avaliação e busca por melhorias de segurança que irão reforçar a proteção dos seus dados corporativos. Fale com um de nossos especialistas!